Postagens

Destaque

"Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda."

Sou caseiro de uma fazenda a dois anos, aqui faço de tudo e tenho uma vida sossegada, raramente os patrões vem para sede e tenho toda mordomia. Sou Beto, 30 anos, 1.90 de altura, olhos castanhos e sou moreno, corpo em ordem devido trabalho braçal com colocação de cerca, botina e chapel é meu estilo. Final de semana recebo o patrão e toda família, junto veio o filho mais novo dele, pela primeira vez que vejo ele e logo notei algo diferente, o cara de 18 anos me flagrava de uma forma ousada. Eu) Se precisa de alguma coisa? Filho do patrão) Preciso ir no lago, pode me levar? Ah sou Wesley. Eu) Prazer sou Beto. Fiz sinal positivo com a cabeça e fui pegar o carro. O lago é o local mais belo da fazenda, um pouco distante, mas a visão compensava. Àquele garoto magro, pele branca e baixinho, cabelo todo arrepiado rsrsrsrs e roupas toda diferente, sua voz e seu jeitinho desde o começo me chamava atenção, seu sorriso era diferente, brilho nos olhos e boca toda vermelhinha... Wesley) Não precis…

Manhã de sexo com a empregada fogosa.

Imagem
Acordei naquele nível, louco para fazer um sexo gostoso, ali na cama comecei a mexer no meu pau, me punhetava devagar, afinal nada melhor que aquela bronha da manhã, foi que duma hora para a outra nossa empregada me surpreende, Janete estava com a gente a pouco tempo, mas era muito competente, ahh e dona de uma raba rsrsrs ela deve ter seus 40 anos, alta, bem conservada para sua idade. Sou Andrew, tenho 20 anos e moro com meus pais, curso engenharia civil e sou de classe média alta, porém não sou igual esse playba que se acham e tal, sou na minha, adoro ficar na minha casa e curtir algumas aventuras da vida, agora voltando a cena com Janete, notei que ela estava bastante sem graça, afinal ela sabia que o filho dos seus patrões estava tocando uma punheta, tentei disfarçar, mas era inegável a vergonha dela, ou não... Eu) Desculpe, não é... Janete) Relaxa garoto! Faço isso também... Eu) Pensei que fosse casada! Janete) Sou separada. Eu) Nossa, você é mô... Desculpe!!! Ela me deu uma olh…

Encanador bom de papo e de...

Imagem
Eu havia acabado de levantar, quando não noto que meus pais haviam saído para trabalhar, mesmo assim ouvi barulhos, ai que me lembrei, papai havia me dito que o filho do seu João viria arrumar a pia da cozinha que havia estragado, acordei então, logo tomei aquele banho, vesti uma bermuda e coloquei uma regata e fui até a cozinha ver a baderna, quando noto um jovem moreno braço com algumas tatuagens abaixado, se virando e me dando bom dia. Encanador) Bom Dia Marcelinho! Respondi e ainda me questionava como aquele cara sabia meu nome.... Encanador) Meu primo Thiago me disse seu nome, se é o que estava pensando, rsrsras O sorriso daquele garotão era tão gostoso quanto do irmão dele, que estudava na mesma escola que eu e até já rolou umas fodas, ai pensei, meu deus será que o cara falou pra ele que sou gay? Rsrsrs Respondi o bom dia e ofereci um café, ele todo bom de prosa aceitou e veio conversando sobre a obra, analisei cada parte daquele rapaz moreno 1.80 de altura, jeito bruto mas be…

O catador de papelão tem um gostoso pauzão.

Estava numa social com amigos, não tinha bebido muito, mas me alegrei.. rsrs. Sou Gean, 19 anos, 1.70 de altura, magro e branquinho, cabelo estilo exército e assumido, mas sem neura com a família que aceita de boa.

Como estava dizendo havia saído por volta das 3 da manhã daquela social, beijei alguns rsrsrs mas nada além, sai com cu em chamas rsr como dava uns 40 minutos de casa e moro num bairro de boa resolvi ir a pé, até ai nada demais, porém já perto de casa resolvi cortar caminho por um lote baldio, quando noto escorado num muro um homem alto que com a claridade da lua notava ser um coroa com corpo não tão em forma, meu cuzinho logo deu sinal, passei perto dele e percebi que estava urinando, mas ele parecia não se incomodar com minha presença, ao contrário deixou aquele mastro a vista pra ser notado dando aquela chaqualhada rsrs na hora cresci o olho e dimínui o passo pra não perder nenhum lance, realmente era um coroa, camisa social e uma barba, barriga de cerveja, logo a frent…

Chupei gostoso o policial amigo do meu pai

Meu pai é policial e as vezes ele e seu amigo Tony fazem bico a noite como segurança nas boates aqui da cidade, meu pai é separado e então só mora eu e ele.
Sou Vinícios, 1.70 de altura e cabelo na moda, jeitão descolado como todo adolescente, roupas estilosas e pouco afeminado, afinal sempre soube do que gosto
Como disse Tony é amigo do meu pai e sempre aparece em casa para buscá-lo para os bico nas boates, Tony é alto, 30 anos e corpo de boas, não é atlético, mas também não tem barriga de shop, olhar perigoso, moreno e estilo charmoso que me dava um tesão ao ver, nunca pensei que um dia aconteceria algo.
Numa das noites meu pai acabou dormindo além da conta, ele é daqueles que apaga, então Tony chegou, todo simpático esbanjando beleza, eu estava no computador de boa, perguntou do coroa e eu disse que iria chamar. Tony) - Deixa ele dormir, falta 40 minutos ainda pra gente sair.
Fiz ok com a cabeça e observando ele jogado no sofá, afinal ele já era da casa. Tony) - O que joga aí?
Eu)…

Perdi a aposta, mas ganhei duas rola.

Ficar até tarde zuando com a turma. Quem nunca? Sou Luciano, tenho 1,70 de altura, magro, cabelo castanho, olhar fixo e todo na minha, sempre que posso fico na rua de casa junto com meus amigos, brincamos de queimada ou até mesmo de esconde-esconde, é a maior diversão, a rua da minha casa é daquelas sem saída por isso a gente tem mais liberdade, ficamos bebendo tereré, bebida típica daqui de Mato Grasso do Sul e zuando até tardão, nossas mães nem liga, afinal é um grupo bem na nossa. No final da rua, ao lado de um lote baldio havia dois carinhas, maior delicia, já havia fitado geral, mas me mantinha de boa sem dar muita pínta rsrsrrs. Numa noite a bola que jogávamos foi para o fundão da rua, chegando para pegar sou chamado por um dos dois, eles estavam num banco em frente suas casas tomando tereré. Eu) – Boa noite Beleza? Carinha) – E aí, sou Junior e vi que tão jogando de boa, aceita mais dois no time? Na hora meio que não entendi, afinal sempre se víamos nem dava moral, mas então o…

Noiado bom de Cu e bom de Boca.

Imagem
Eu tinha acabado de sair da balada, três da madrugada e eu turvado na cachaça, caminhando em busca de um ponto de moto táxi há cinco quadras da festa vi numa esquina um carinha, sem camiseta e bermudao. Eu) - Pó mano! Sabe onde tem moto táxi aqui? O cara parecia viajado, tinha um baseado na mão e foi apontando na direção... Eu) - Vlw mano! Perdido aqui, primeira vez nesta balada. Todo sorridente ele me oferecia uma puxada. Eu) - Tô de boa Men. Fui meio que saindo até ele me chamar... Carinha) - E aí. Tá afim de curtir um lance? Já tinha sacado qual a dele, mas ficou fitando a direção da minha rola. Eu) - Ah chefe, sei essas parada não. Carinha) - Lá pra frente tem um lote baldio. Topa? Putzzz. Na hora fiquei meio pensativo, mas tirando duas que pequei acabei só né. Eu) - Então, mas você... Carinha) - Eu faço o que tu curtir. Aquele olho bem vermelho, carinha magrinho todo marrento, tatuagem e tal, nem parecia mamador. Chegamos num breo da pega, atrás de um pé de manga ele deu uma tra…

Dando gostoso para o pai da minha melhor amiga.

Imagem
Sou Oliver e tenho 23 anos, 1,68 de altura e 70 kg e moreno, o fato a ser narrado aconteceu comigo a uns tempos e confesso que me surpreendeu muito. Em um dia daqueles de tédio resolvi instalar um app de relacionamento, em instantes aparece alguns convites mas percebo um coroa, parecia ter uns 48 anos e tal, resolvi então dar moral e um papo agradável acaba acontecendo, mas ficou no ar a sensação de já ter visto ele, então aquele momento se torna em um papo via whatsapp. Augusto foi bem cordial, 48 anos 1,80 de altura e também moreno, um coroa bem apresentável com bom papo que me atraia, então descobri que realmente o conhecia, era pai da Juliana, minha melhor amiga, fiquei com muito receio e ele também, mas aquele coroa além de ser bom papo também demonstrava saber o que curtir, o que me dava maior tesão a sensação de perigo e prazer. Continuamos aquele papo e por algumas semanas o medo de agir se tornava menos comum, então transmitimos aquela segurança de um motel, fomos em um dist…